segunda-feira, 28 de março de 2011

E AS CONFUSÕES DO BÔNUS 2011 CONTINUAM...

CONTiNUAM AS CONFUSÕES DO BÔNUS 2011...NÃO DA MAIS PARA ESCONDER O FRACASSO DA "POLITICA DE BÔNUS "EM SÃO PAULO...


"Política de bônus fracassou em SP", diz especialista

Professores reclamam dos critérios para a bonificação e das diferenças entre as turmas. Sindicato reivindica reajuste salarial

Marina Morena Costa, iG São Paulo
Apesar dos resultados negativos na última avaliação do desempenho dos estudantes da rede estadual de ensino de São Paulo, o governo pagará até o fim do mês bônus salariais aos educadores e funcionários de 70% das escolas. O Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) aplica provas de Matemática e Língua Portuguesa aos alunos da rede, e em 2010, registrou índices próximos aos de 2008 – e piores do que os de 2009 – no ensino médio e no 9º ano do ensino fundamental.
Nos últimos três anos, apenas o 5º ano tem apresentado melhora, porém tímida (veja quadro abaixo). “No Estado de São Paulo a política de bônus foi um fracasso, a Educação não saiu do lugar. O Saresp e o Idesp patinam e provam que a iniciativa não deu certo”, afirma Romualdo Luiz Portela de Oliveira, professor doutor do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação, da Faculdade de Educação da USP.
O bônus por desempenho é concedido com base no Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp) – indicador de qualidade que combina os resultados do Saresp com dados de aprovação, reprovação ou abandono – e em metas estipuladas para cada unidade. Criado em 2008, o Idesp está longe de atingir as notas ideais. Em 2010 o índice foi de 1,81, no ensino médio, 2,52 na 9ª série do ensino fundamental e 3,96, na 5º, em uma escala de zero a dez. Os níveis esperados para cada ciclo são 5, 6 e 7, respectivamente.
Este ano, 3.591 unidades (70,9% do total de 5.065) atingiram as metas, parcial ou totalmente, e vão receber bônus – em 2009, 90,1% do total de escolas foram contempladas. Os profissionais, no entanto, ainda não sabem se vão receber, nem qual será o seu bônus – para quem atinge 100% da meta, a gratificação chega a 2,4 salários.
Os docentes da rede reclamam que os critérios do bônus não estão claros e não dependem apenas do esforço deles. Angela*, professora de português há 33 anos de uma escola estadual da zona sul de São Paulo, afirma não ter recebido a bonificação no ano em que suas turmas tiveram um ótimo desempenho. “É injusto, porque não há como mensurar o crescimento do conhecimento. Cada turma é uma turma. São seres humanos, não máquinas”, afirma.
Oliveira explica que a política de bônus funciona em ambientes nos quais os profissionais se sentem em condições iguais. A política estimula a competição e espera que todos melhorem o desempenho. “Quando o professor acha que o jogo é perdido, a política deixa de ser estimuladora. Uma grande parcela já tentou, não conseguiu o bônus, nem a melhora do desempenho dos alunos e não vai tentar novamente”, avalia o especialista em educação.

Evolução do Idesp

Índices obtidos nos três ciclos da educação na rede estadual de São Paulo
Secretaria de Estado da Educação de São Paulo

Remuneração
“O bônus desorganiza a vida do professor. Ele não sabe se vai ganhar, nem quanto”, destaca Maria Izabel Noronha, presidenta do sindicato dos professores do Estado de São Paulo (Apeoesp). Para Maria Izabel, a política amplia as disparidades entre as escolas, pois favorece quem obtêm os melhores resultados em detrimento das escolas que enfrentam dificuldades.
Segundo levantamento da Seção do Dieese na Apeoesp, os R$ 4,7 bilhões pagos em bônus nos últimos dez anos poderiam ter sido gastos em reajustes salariais de 6% a cada ano. O sindicato defende que o bônus seja substituído por reajustes salariais, o que implicaria em aumento nas aposentadorias, férias e 13º salário.
A Secretaria de Educação de São Paulo não quis se pronunciar sobre o assunto. A pasta irá comentar o bônus somente após a divulgação dos resultados por escola, que deve ser feita até o dia 31 de março.
* O nome foi trocado a pedido da entrevistada que não quis se identificar

19 comentários:

  1. BÔNUS É PROVISIONADO NO BB, RECEBEREI ÍNFIMOS R$ 207,00 UMA VERGONHA.... VAMOS PROTESTAR CONTRA ESSA VERGONHA.

    ResponderExcluir
  2. Também recebi um valor ínfimos de R$ 193,00, o que é uma vergonha.
    Isso é o que receberei por ser uma profissional comprometida com a aprendizagem dos meus alunos.
    Governador o que é isso? Uma esmola?

    ResponderExcluir
  3. E eu que receberei R$ 39,00 ?! A média para o pessoal de OSASCO !

    VERGONHOSO ... UM ABSURDO ... é por isto que o pais não vai e nunca irá para a frente ... a EDUCAÇÂO nunca foi e muito dificilmente será levada a sério neste pais ... que lastima! Talvez seja por isto que não temos professores ...

    ResponderExcluir
  4. Contava com esse dinheirinho pra construir pelo menos um banheiro em minha casa... com o que receberei comprarei um lindo penico!!!

    ResponderExcluir
  5. Nossa..... estou indignada !!!! Que vergonha !!!! Que decepção !!!!! Não faltei, trabalhei como uma doida no ano todo, as classes que foram avaliadas na minha escola não eram turmas tão ruins assim, e o que vi hoje na minha conta corrente é a quantia ridícula de R$ 51,00 que serão depositados como bônus no dia 31. Não tenho nem palavras para expressar o pouco caso que o governador está tendo com a educação e principalmente conosco que somos professores. Ele está nos tratando como marionetes, como se fôssemos bobos ou pessoas das quais a sociedade não faz a menor questão. Sinto que não sou ninguém, que não faço diferença. A única diferença que sei ainda que existe entre mim e esta política imunda do nosso país é a honestidade e a vergonha na cara que sei que ainda tenho. Estou completamente desmotivada e não tenho9 mais vontade de trabalhar duro, de me esforçar, é uma pena, mas a minha vontade acabou com estes R$ 51,00 de bônus de vi como provisionado na minha conta bancária. Preciso pagar minhas contas, mas não preciso de esmola !

    ResponderExcluir
  6. BÔNUS de 2011 caracteriza fracasso da educação em São Paulo e todos nós deveríamos ir até a assembleia e secretaria de educação para devolvermos esse valor simbólico.É realmente uma piada.

    ResponderExcluir
  7. O bônus realmente é uma vergonha e mostra o fracasso da educação. Realmente virou uma piada nacional.

    ResponderExcluir
  8. Que país é esse que não valoriza a educação?
    Como ficam os profissionais da Educação,comprometidos com a aprendizagem dos alunos?
    Porque será de tantos professores doentes?
    Só tenho perguntas, solução parece utopia!!!

    ResponderExcluir
  9. A educação jamais será uma preocupação dos que governam.
    Quanto mais ignorante a população, mais fácil manipulá-la em diferentes circunstâncias.
    Ano passado trabalhei todos os dias, abonei apenas 3 vezes, não tenho uma falta injustificada desde que ingressei como professor do Estado. Recebi (2010) R$240,00. Outro camarada da mesma escola com 48 faltas injustificadas ganhou, pra sorte dele, R$3.400,00.
    Não há critério para o bônus!!! Ele deve, imediatamente, ser incorporado ao salário! Chega de PSDB e 20 anos de descaso com a educação. O pior de tudo isso é o povo de São Paulo!

    ResponderExcluir
  10. GRANDE PALAHAÇADA NAO DEI NENHUMA FALTA E RECEBI 280,00 ONDE ESTA OS CRITERIOS E ONDE ESTA O DINHEIRO QUE SERIA PAGO PANA NOS?DEVE ESTAR NO BOLSO DE ALGUEM COMO SEMPRE PALAHAÇADA, PROFESSORES VAMOS FALTAR E FALTAR SO PARA O GOVERNO GASTAR COM SUBSTITUIÇÃO.OK

    ResponderExcluir
  11. PROFESSOR INDIGNADO30 de março de 2011 12:37

    UMA DUVIDA COM QUEM PODEMOS PEDIR EXPLICAÇOES SOBRE A GRANDE QUANTIA DE DINHEIRO QUE RECEBEMOS NO BONUS?PORQUE COM O DINHEIRO NAO SEI SE TOMO UMA PINGA OU VOU EMBORA DE ONIBUS.....

    ResponderExcluir
  12. Chega de política de bônus. Reajuste já e incorporação de todas as gratificações. Professor não precisa de esmola, e sim de salário digno. Afinal, quantas horas trabalhamos, gratuitamente, corrigindo provas de nossas inúmeras salas superlotadas?

    ResponderExcluir
  13. Estou tão indignada e desmotivada que nem sei mais como me expressar. Estou já a alguns meses com um dente quebrado e não tenho dinheiro para ir ao dentista. Minha escola é ótima, gosto muito de trabalhar lá,porém não tivemos bonus este ano e mesmo nos anos anteriores nunca passei de 400 reais. A impressão que dá é que o governo quer nos desestabilizar, pois quando ouço que alguém recebeu 3 mil ou sei lá quanto, fico com mais raiva ainda,pois sei que trabalhei tanto e tão bem quanto essas pessoas (creio eu, pelo esforço e dedicação diária).
    Bonus? o que é isso? Palhaçada? Piada? Desrespeito por uma das classes que deveria ser mais respeitada e mais bem paga.

    ResponderExcluir
  14. Porque nossa indignação não aparece na televisão?

    ResponderExcluir
  15. É sem dúvidas, um pretexto para a capitalização do capital educacional para o mercado financeiro, correndo juros anuais . demoram para distribuir o dinheiro, por quê? é a regra do tempo em investimento. é a roleta dos juros com o nosso dinheiro no mercado financeiro !
    quando os resultados atrasam, por que não nos pagam com juros de mora?Vamos abrir o olho e investigar ! Precisamos abrir uma constituinte no Estado já !

    ResponderExcluir
  16. Todos professores que conheço da sul 1 e sul 3 aqui de São Paulo receberam migalhas! É uma situação de humilhação receber esta esmola com tudo que passamos dentro destas salas de aula! Alguém ai sabe de algum jovem que quer ser professor? Só não larga esta porcaria quem não tem opção!!!!!!!
    Salário digno já, chega desta farsa de bônus!!!
    P.S. Ganhei 67,00 (Dá para o sacolão da semana, e a semana que vem?)

    ResponderExcluir
  17. Sou da sul3 e não tivemos nada. Estou revoltada

    ResponderExcluir
  18. O meu bônus veio zerado , alguém pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  19. Sou professor da rede desde 1992,somente na era Quércia-Fleury estivemos em situação tão deplorável. Acredito que com o pagamento do bônus com valores tão irrisórios a greve será inevitável.

    ResponderExcluir