CONHEÇA MEU BLOG PROFESSOR MEDIADOR CONECTADO...TE ESPERO LÁ!!!!
http:professormediadorconectado.blogspot.com

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Deputado Carlos Giannazi cobra respeito aos direitos dos professores rea...

terça-feira, 22 de julho de 2014

Novidades na remoção de professores


Alteração na regulamentação da remoção de cargos do Magistério

Quarta, 16 Julho 2014 10:25
O Decreto nº 60.649, de 15 de Julho de 2014, altera o Decreto nº 55.143, de 10 de dezembro de 2009, que regulamenta a remoção de cargos dos integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação foi publicado no Diário Oficial do Estado em 16 de julho de 2014, na página 1. Acompanhe o edital:
   
“Geraldo Alckmin, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, Decreta: 
Artigo 1º - Os dispositivos adiante relacionados do Decreto nº 55.143, de 10 de dezembro de 2009, passam a vigorar com a seguinte redação:

    I – a alínea “a” do inciso I do artigo 2º:

    “a) por títulos: pela jornada de trabalho em que o professor esteja incluído ou por qualquer uma das Jornadas de Trabalho Docente previstas para a classe, exceto pela Jornada Reduzida de Trabalho Docente;”; (NR)

    II – os artigos 7º e 8º:

    “Artigo 7º - A análise e a decisão das inscrições de remoção por títulos e por união de cônjuges serão realizadas pelo Diretor de Escola, no caso de inscrições de docentes de sua unidade escolar, pelo Supervisor de Ensino, no caso de inscrições de Diretores de Escola do seu setor de trabalho, e pelo Dirigente Regional de Ensino, no caso de inscrições de Supervisores de Ensino classificados em sua circunscrição.

    Artigo 8º - São de competência do Dirigente Regional de Ensino a análise e a decisão dos recursos de inscrições para remoção por títulos e por união de cônjuges, em sua área de circunscrição, sendo que, quando se tratar de inscrição por união de cônjuges para Supervisor de Ensino, a decisão será de competência do dirigente do órgão setorial de recursos humanos da Secretaria da Educação.

    Parágrafo único – Os prazos para interposição de recursos serão estabelecidos em regulamento pelo órgão setorial de recursos humanos.”; (NR)  continua...
continue lendo clicando em mais informações

Promoção de professores da rede Estadual anunciada pela SEE parece excluir professores readaptados que atuam nas unidades escolares

O projeto no papel parece interessante,mas não entendi a questão dos professores  readaptados,é simplesmente um absurdo excluir os professores readaptados que atuam nas unidades escolares do projeto de promoção da Secretaria da educação do Estado de São Paulo. O projeto suscita algumas dúvidas que necessitam de esclarecimentos e regulamentação .


fonte:http://www.apeoesp.org.br/noticias/noticias/veja-o-que-conta-para-a-promocao-de-professor/

Projetos pedagógicos garantem aumento para professores da rede Estadual de São Paulo

A possibilidade de vislumbrar aumento salarial através de projetos práticos pedagógicos  já foi  publicada no “Diário Oficial do Estado” mas ainda necessita da regulamentação por resolução,que vai determinar os pelas  e os  critérios para evolução por prática pedagógica,ou seja apresentação de projetos. 

Professor estadual tem nova opção de reajuste

Docentes da rede poderão apresentar projetos pedagógicos para ter aumento salarial

Sex, 18 de Julho 2014 - 11:58
Por: Diário de S. Paulo - 18.07 - Tayguara Ribeiro - tayguarars@diariosp.com.br
Os professores da rede estadual de ensino paulista ganharam uma opção para obter reajuste na remuneração. Antes, o aumento  da faixa salarial dos docentes ocorria apenas  pela realização de uma prova de valorização pelo mérito, aplicada anualmente pela Secretaria Estadual de Educação de São Paulo.
Agora, os profissionais terão a opção de  apresentar  projetos práticos pedagógicos que contribuam para a melhoria da qualidade do ensino. A alta na remuneração dos profissionais é de 10,5%.
 “A possibilidade de nossos professores terem aumento salarial com base no resultado de seu trabalho e dedicação para a melhoria da qualidade de ensino é mais um avanço na área de recursos humanos da secretaria”,  afirma o secretário da Educação,  Herman Voorwald.
 O projeto surgiu a partir de reuniões entre a pasta e a Comissão Paritária, formada pelo Conselho Estadual de Educação e entidades de classe como a Apeoesp (Sindicato dos Professores Estaduais de São Paulo).  
“A sua implantação teve como base inúmeros encontros e o diálogo aberto com a rede e está entre as ações da pasta para a valorização dos nossos profissionais”, comenta Voorwald. 
A proposta já foi  publicada no “Diário Oficial do Estado”  e os  critérios para evolução por prática pedagógica serão regulamentados por meio de resolução. 
Ao todo, são   oito faixas salariais para os docentes da rede pública. Os professores também podem melhorar a remuneração com uma outra opção, o crescimento de níveis, que também são oito. Estes, com uma possibilidade de aumento de  5% no salário. Neste caso, o critério para a promoção acontece por meio de  qualificações adquiridas ao longo da carreira, como especialização, mestrado ou doutorado. 
As duas formas de promoção podem ser combinadas pelos profissionais. Assim, segundo a Secretaria da Educação,  um professor de educação básica com uma jornada de trabalho de 40 horas semanais que recebe um salário de R$ 2.415,89 poderá alcançar até R$ 6.838,13 se conseguir todas as promoções. 
A proposta é  apoiada pela categoria e considerada um avanço para os trabalhadores. Segundo o sindicato, “cabe ressaltar que a constituição desta Comissão Paritária foi uma conquista dos professores, e  a Apeoesp tem se posicionado intransigentemente na defesa de uma carreira que atenda aos interesses da categoria”.
Fonte :http://www.apeoesp.org.br/noticias/noticias/professor-estadual-tem-nova-opcao-de-reajuste/

terça-feira, 10 de junho de 2014

Em defesa dos direitos e dignidade dos professores readaptados

Série professores readaptados no "limbo" escolar IV






Entrevista do deputado Carlos Gianazzi  e da Professora Maria do Socorro Souza da Silva administradora dos blogs Papo de professor e professores mediadores conectados e administradora do Fórum  Professores readaptados do Estado de São Paulo região do ABC Paulista. O deputado e professor  Carlos Gianazzi é autor da PL 01/2013 que estende aposentadoria especial ao professore readaptado que são injustiçados na interpretação do governo Estadual . 
Abaixo a Professora Maria do Socorro e professora Rosi Tomura  presidente do Fórum professores readaptados do Estado de São Paulo na audiência em defesa  dos direitos e dignidade dos professores Readaptados do estado de são Paulo  !

Foto

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Série professores readaptados no "limbo" escolar III / CPP Divulga audiência pública em respeito aos direitos do Professor Readaptado

5/06: Audiência Pública pelo respeito ao professor readaptado



No próximo dia 5 de junho (quinta-feira), às 19 horas, haverá uma Audiência Pública, na Assembleia Legislativa em respeito  aos direitos do Professor Readaptado.  O evento é promovido pelo professor Carlos Giannazi, também deputado estadual pelo PSOL. 

A diretoria do Centro do Professorado Paulista (CPP) participará  desta audiência pública para que os problemas hoje enfrentados sejam solucionados. As reivindicação são as seguintes:
* direitos da carreira
* fim da discriminação profissional
* agilização da remoção
* respeito ao horário de trabalho
* direito à aposentadoria especial (PLC 01/2013)

Serviço:
Audiência Pública - pelo respeito aos direitos do Professor Readaptado
Data: 05 de junho, às 19 horas
Local: Plenário Tiradentes - Assembleia Legislativa de São Paulo
Av. Pedro Álvares Cabral, 201  - 1o andar
Informações: (11) 3886-6686 / 3886-6690 / 3884-4105
 Secom/CPP